Comissão Europeia estuda modificação no Tratado de Schengen

Com nova medida, cidadãos europeus poderão passar por controle

Comissão Europeia estuda modificação no Tratado de Schengen (foto: EPA)
20:48, 15 DezBRUXELAS ZSG

(ANSA) - A Comissão Europeia propôs uma modificação no Tratado de Schengen, que garante a livre circulação pelo bloco, para tornar obrigatório os controles sistemáticos sobre os cidadãos que entram e saem das fronteiras europeias.
   
Com a medida, cidadãos europeus devem ser submetidos a controle da sua identidade e cruzamento de dados, como já acontece com pessoas de fora do bloco.

A modificação foi solicitada pelo Conselho de Ministros do Interior no âmbito da luta contra o terrorismo e a ameaça dos jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI, ex-Isis), após atentados em Paris, que deixaram 130 mortos.
   
Com a iniciativa, eles pretendem prender terroristas que retornam ao continente após treinamento no Oriente Médio. A Comissão Europeia também propôs a criação de uma agência de guarda costeira e Polícia que será criada nas bases da Agência de Controle de Fronteiras Exteriores (Frontex), ligada ao bloco.
   
O ponto controverso do plano, que deve ser avaliado pelo Conselho e o Parlamento Europeu, é a intervenção nas fronteiras externas dos países mesmo contra sua vontade, ao contrário do que acontece atualmente. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA