Informante do WikiLeaks teria tentado se suicidar na prisão

Chelsea Manning foi internada no começo desta semana

Informante do WikiLeaks teria tentado se suicidar
Informante do WikiLeaks teria tentado se suicidar (foto: ANSA)
10:41, 07 JulNOVA YORK ZSG

(ANSA) - A ex-soldado transgênero Chelsea Manning, condenada por revelar segredos do Exército norte-americano ao site WikiLeaks, teve que ser hospitalizada e a imprensa local especula que ela teria tentado se suicidar.
   
Manning, de 28 anos, está detida na prisão militar de Fort Leavenworth e teria tentado se enfocar, segundo o site de fofocas norte-americano "TMZ", conhecido por divulgar a morte do cantor Michael Jackson em primeira mão.
   
Fontes oficiais não confirmaram as informações, dizendo apenas que ela foi hospitalizada, mas já está de volta à prisão e passa bem, e seus advogados disseram ainda não ter conseguido contatá-la.
   
A ex-soldado, antigamente chamada Bradley, pediu às autoridades em 2013 que pudesse ter acesso a terapia hormonal para trocar de sexo. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA