Tiroteio mata ao menos 5 em aeroporto na Flórida

Outras oito pessoas ficaram feridas no incidente

Após tiroteio, passageiros tomaram a pista do aeroporto (foto: ANSA)
21:00, 06 JanSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - Um tiroteio ocorrido nesta sexta-feira (6) matou pelo menos cinco pessoas e feriu outras oito no aeroporto de Fort Lauderdale, na Flórida (EUA).

O balanço foi divulgado no Twitter pelo xerife do Condado de Broward, que disse também que o atirador está sob custódia da polícia. Em sua conta oficial na rede social de microblogs, a administração do aeroporto mencionou um "incidente" na área de retirada de bagagens do terminal 2.

O local foi cercado pela polícia, e os pousos e decolagens foram temporariamente suspensos. Um voo da Azul proveniente de Campinas (SP) devia ter aterrissado em Fort Lauderdale por volta de 15h35 (18h35 em Brasília), mas acabou desviado para Orlando, a 340 km de distância.

Em seu perfil no Twitter, o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, disse estar "monitorando a terrível situação na Flórida". "Pensamentos e orações para todos. Fiquem seguros", escreveu.

Um ex-porta-voz da Casa Branca, Ari Fleischer, relatou na mesma rede social que ouviu os disparos e que as pessoas começaram a correr. Outra testemunha contou à "Fox News" que o atirador usava uma camisa da saga "Star Wars" e mirava na cabeça das vítimas.

O senador pela Flórida Bill Nelson disse à emissora "MSNBC" que o responsável pelos disparos é um homem de origem hispânica chamado Esteban Santiago, de 26 anos. Ele carregava um documento de identidade militar por ter integrado a Guarda Nacional no Alasca entre 2014 e 2016. Santiago também serviu no Iraque em 2010.

A Flórida é um dos estados norte-americanos com maior número de latinos em sua população, muitos deles provenientes de Cuba ou Porto Rico, território que pertence aos EUA. Santiago nasceu em Nova Jersey, mas com dois anos se mudou para Porto Rico. Durante seu tempo de serviço no Alasca, teria passado por tratamento psicológico.

O atirador seria passageiro de um voo proveniente do Canadá e havia despachado a arma em uma mala. "Depois que ele pegou a bagagem, foi ao banheiro, carregou a arma e começou a atirar. Não sabemos o motivo", declarou o investigador Chip LaMarca à agência "Associated Press".

Com 165 mil habitantes, Fort Lauderdale fica na região metropolitana de Miami, e seu aeroporto é utilizado por cerca de 27 milhões de passageiros por ano. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA