Trump assina ordem que tira Estados Unidos do TPP

Acordo era resultado de sete anos de negociações entre 12 países

Donald Trump havia prometido tirar os Estados Unidos do TPP
Donald Trump havia prometido tirar os Estados Unidos do TPP (foto: EPA)
15:38, 23 JanWASHINGTON ZLR

(ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou nesta segunda-feira (23) três ordens executivas, incluindo uma que retira o país do Acordo de Associação Transpacífico (TPP, na sigla em inglês).

A medida era uma promessa de campanha do republicano e indica que ele deve manter a postura protecionista adotada durante toda a disputa eleitoral e em seu discurso de posse. O tratado para a criação do TPP havia sido assinado em 2015, após sete anos de negociações.

Ele incluía 12 nações: Austrália, Brunei, Canadá, Chile, Japão, Malásia, México, Nova Zelândia, Peru, Singapura e Vietnã, além dos EUA. Com a saída norte-americana, o acordo, que reunia cerca de 40% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial, perderá bastante força.

A ordem executiva firmada por Trump foi apenas uma formalidade, já que o TPP ainda não havia sido ratificado pelo Senado e, portanto, não estava em vigor. O tratado fora firmado para reduzir barreiras alfandegárias e regulamentar preços e padrões ambientais em nações banhadas pelo Pacífico, mas recebeu muitas críticas do novo presidente, por supostamente ameaçar a economia norte-americana.

O republicano prometera tirar os EUA do TPP em seu primeiro dia de trabalho na Casa Branca. Além disso, ele quer renegociar o Nafta, acordo de livre-comércio com México e Canadá.

Aborto

Outra ordem executiva assinada por Trump proíbe a concessão de fundos federais a ONGs internacionais que promovam o direito ao aborto, um procedimento que havia sido introduzido em 1984, no governo Ronald Reagan, revogado por todas as administrações democratas que se seguiram e retomado por todas as republicanas. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA