Após atentado do EI, Paquistão mata suspeitos de terrorismo

Grupo explodiu um santuário sufista em Sindh ontem (16)

Após atentado do EI, Paquistão mata suspeitos de terrorismo
Após atentado do EI, Paquistão mata suspeitos de terrorismo (foto: EPA)
13:14, 17 FevISLAMABAD zsg

 (ANSA) - O Exército do Paquistão matou ao menos 100 suspeitos de terrorismo em várias regiões do país, como resposta ao atentado cometido ontem (16) contra um santuário sufista e assumido pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI).

A imprensa local contabiliza 100 mortos no atentado ao templo em Lal Shahbaz Qalandar, na província de Sindh, um dos mais sangrentos no país desde o início do ano.

A operação de segurança lançada pelas autoridades paquistanesas prendeu 47 pessoas e matou outros 39 suspeitos. Novas operações devem ocorrer nos próximos dias.

O sufis são seguidores do Islã, podem ser xiitas ou sunitas, mas praticam rituais místicos para entrar em contato com Deus. O EI, que é da vertente sunita, persegue qualquer outra ala dentro do Islã e de outras religiões. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA