Ao menos 15 países podem ter recebido ovos contaminados da UE

A lista inclui Itália, Alemanha, Reino Unido, França e Áustria

Ovos de produtores europeus teriam sido contaminados com inseticida
Ovos de produtores europeus teriam sido contaminados com inseticida (foto: ANSA)
14:36, 11 AgoBRUXELAS ZLR

(ANSA) - Pelo menos 15 países receberam lotes de ovos de galinha das empresas envolvidas no escândalo de contaminação pelo inseticida Fipronil, incluindo a Itália.

Segundo a Comissão Europeia, as outras nações são: Alemanha, Áustria, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, França, Irlanda, Luxemburgo, Polônia, Reino Unido, Romênia, Suécia e Suíça, além do território de Hong Kong, na China.

No entanto, isso não significa que todos esses países tenham recebido ovos contaminados. As empresas envolvidas no escândalo, desde granjas até importadoras, se concentram exclusivamente na Alemanha, Bélgica, França e Holanda.

A crise estourou no início da semana, quando o governo belga acusou as autoridades holandesas de não terem notificado a Comissão Europeia sobre a presença no mercado de ovos contendo índices de Fipronil, um inseticida "moderadamente tóxico" para o consumo humano, superiores aos permitidos por lei.

Apenas na França, há pelo menos 250 mil ovos de lotes supostamente contaminados à venda nos mercados do país, embora o Ministério da Agricultura garanta que eles não representam risco para a saúde. Até o momento, nenhum problema médico ligado ao Fipronil foi registrado na UE.

Ainda assim, as maiores redes varejistas do Reino Unido decidiram retirar de suas gôndolas os ovos das empresas envolvidas no escândalo, além de produtos derivados, como saladas, sanduíches e maioneses frescas.

Na Itália, lotes de uma companhia francesa que usara ovos de granjas holandesas supostamente contaminados foram apreendidos pelas autoridades sanitárias. O objetivo da medida é fazer análises por amostragem preventivas nos produtos sequestrados. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA