Furacão Irma atinge Cuba e Bahamas e provoca estragos

Fenômeno segue deixando rastro de destruição por onde passa

Furacão Irma atinge Cuba (foto: Ansa)
12:58, 09 SetROMA ZGT

(ANSA) - O furacão "Irma" continua causando muitos estragos e danos por onde passa na região do Caribe. Na madrugada deste sábado (9), o fenômeno atingiu o norte de Cuba com fortes ventos, de cerca de 209km/h, e muita chuva.

Já há danos relatados, especialmente, no arquipélago de Camaguey. No entanto, por conta de um mega plano de evacuação, até o momento, não há informações de vítimas ou feridos no local. De acordo com o governo, cerca de um milhão de pessoas evacuaram as áreas afetadas na ilha.

O furacão também atingiu na noite de ontem (8) as Bahamas e foram relatados inúmeros danos às casas e aos prédios públicos.

Na região do Caribe, ao menos 20 mortes foram confirmadas e centenas de pessoas ficaram feridas. Há ainda a destruição da infraestrutura básica de pequenas ilhas na região, como St Martin e St Barth, que ainda sofrem com a falta de água e alimentos.

É esperado que o fenômeno chegue amanhã (10) aos Estados Unidos, onde um plano de evacuação retirou 25% dos moradores do estado de suas residências, na maior movimentação do tipo na história do país.

Força

Durante a madrugada de hoje, o furacão Irma voltou a ser classificado na categoria 5 - em uma escala que vai até 5 -, mas foi rebaixado para a categoria 4 horas depois. No fim da manhã deste sábado, o fenômeno foi rebaixado novamente para categoria 3.

No entanto, autoridades norte-americanas esperam que ele volte a ganhar força antes de atingir a Flórida.

Seja qual for a intensidade, o governo do estado norte-americano prevê um efeito "devastador" no país. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA