Uber perde ação em Londres e terá que pagar salários

Serviço terá que garantir diversos direitos trabalhistas

Uber perde ação em Londres e terá que pagar salários
Uber perde ação em Londres e terá que pagar salários (foto: ANSA)
16:11, 10 NovLONDRES ZGT

(ANSA) - O aplicativo de transportes Uber perdeu uma ação no Tribunal Trabalhista de Londres nesta sexta-feira (10) e terá que garantir aos seus motoristas uma série de direitos trabalhistas, incluindo o pagamento de salário mínimo, férias e o pagamento dos dias em que os funcionários estiverem doentes.

A derrota ocorreu em uma ação aberta por dois de seus motoristas, James Farrar e Yaseen Aslam, que pediram que a justiça reconhecesse seu status de trabalhadores da empresa e não de freelancers.

O sindicato da categoria comemorou muito a decisão dizendo que trata-se de uma vitória dos trabalhadores contra as grandes empresas de tecnologia que "exploram a mão de obra".

No entanto, após o anúncio do resultado, o Uber anunciou que entrará com um recurso contra decisão para evitar pagar os direitos de seus cerca de 40 mil motoristas em Londres.

"A maior parte dos taxistas e dos motoristas de carros alugados foram considerados, por décadas, como trabalhadores autônomos, muito antes do surgimento de nosso app", disse o diretor-geral do Uber no Reino Unido, Tom Elvidge.

De acordo com o executivo, "o motivo principal pelo qual os motoristas se cadastram no aplicativo é que o nosso app da a liberdade de escolher se, quando e onde eles efetuarão o seu serviço, motivo pelo qual nós vamos apelar".

A ação judicial de hoje não tem a ver com a da perda da licença para operar na capital britânica, anunciada no último mês. O aplicativo entrou com recurso para operar enquanto há debates judiciais e a sessão foi marcada para dezembro. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA