Erdogan convoca reunião de países islâmicos contra Trump

Presidente turco quer encontrar com líderes de 57 países

Erdogan convoca reunião de países islâmicos contra Trump (foto: EPA)
12:28, 06 DezISTAMBUL ZGT

(ANSA) - O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, convocou os 57 países-membros da Organização de Cooperação Islâmica (OIC) para uma reunião no dia 13 de dezembro para debater o provável anúncio do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre Israel.

O republicano deve anunciar, ainda nesta quarta-feira (6), que o seu país vai reconhecer Jerusalém como a capital de Israel, transferindo sua Embaixada para a cidade. Atualmente, nenhum país do mundo fez esse tipo de reconhecimento, que pode provocar um novo conflito armado no Oriente Médio.

Segundo o porta-voz de Erdogan, Ibrahim Kalin, o mandatário já conseguiu a confirmação de parceiros de peso na região.

Além de conversar com o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, ele já conversou com as lideranças do Irã, Arábia Saudita, Catar, Tunísia, Paquistão, Indonésia e Malásia.

Guia supremo do Irã se manifesta

O guia supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, falou sobre a provável decisão de Trump e disse que a "Palestina será libertada" dos "inimigos do Islã".

"A comunidade palestina e a muçulmana vencerão. Os anúncios por parte dos inimigos do Islã, em declarar Al Quds [nome árabe para Jerusalém] capital do regime sionista derivam de sua fraqueza e o mundo islâmico vai se opor a esse desenho", disse Khamenei durante um evento em Teerã. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA