Ex-xerife perdoado por Trump anuncia que concorrerá ao Senado

Arpaio foi preso por perseguir imigrantes e por abuso de poder

Joe Arpaio, que foi perdoado por Trump, anuncia que concorrerá ao Senado (foto: EPA)
09:00, 10 JanNOVA YORK ZGT

(ANSA) - O polêmico ex-xerife Joe Arpaio, que recebeu um indulto de Donald Trump em agosto do ano passado, anunciou na noite desta terça-feira (9) que irá concorrer à vaga no Senado pelo estado do Arizona.

Arpaio, que tem 85 anos, foi condenado por um juiz federal por não parar de perseguir imigrantes ilegais, mesmo com uma decisão da Justiça proibindo-o de fazer isso. Ele também foi condenado por abuso de poder por atacar pessoas que trabalhavam com ele e não concordavam com suas opiniões.

O ex-xerife é alvo de uma série de denúncias de imigrantes clandestinos, especialmente latinos, que relatam torturas, abusos e perseguições ao longo dos 24 anos que permaneceu à frente do comando policial do condado de Manicopa, na área de Phoenix. Em 2016, para seu lugar, os moradores votaram em um democrata.

"Eu tenho muito a oferecer. Sou um grande apoiador do presidente Trump e preciso trabalhar bastante, não acho que nada esteja garantido. Mas, eu não me candidataria se achasse que não posso vencer. Não estou aqui só para colocar meu nome em um pedaço de papel", disse à imprensa norte-americana ao fazer o anúncio.

A vaga desejada por Arpaio é a do republicano Jeff Flake, que deixou o cargo no Senado para se aposentar. Nas primárias republicanas locais, ele terá que enfrentar, até o momento, a ex-coronel da Aeronáutica Martha McSally, 51. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en