Trump diz que polêmico memorando é uma defesa para ele

Relatório acusa FBI de ser tendencioso em 'caso Rússia'

Trump diz que polêmico memorando é uma defesa para ele
Trump diz que polêmico memorando é uma defesa para ele (foto: EPA)
16:29, 03 FevNOVA YORK ZCC

(ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou neste sábado (3) que o polêmico memorando revelado ontem (3), que acusa o FBI e o Departamento de Justiça de parcialidades nas investigações da suposta interferência russa nas eleições de 2016, representa "uma defesa total" para ele.
   

"Este relatório defende totalmente Trump na investigação. Mas a caça às bruxas russa continua e continua", afirmou o republicano no Twitter, antes de chegar ao seu clube de golfe de Palm Beach, na Flórida.
   

Segundo Trump, as revelações contidas no documento "é uma desgraça" para o país. "Não houve complô nem obstrução [ a palavra utilizada agora porque, após um ano de olhar sem fim e não encontra NADA, complô está morta]. Isto é uma desgraça norte-americana", acrescentou.
   

A reação do magnata ocorre um dia depois da Comissão de Inteligência da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos revelar em um relatório que o FBI e o Departamento de Justiça foi tendencioso contra ele nas investigações.

O documento, que contém quatro páginas, foi escrito pelo titular do Comitê, o republicano Devin Nunes. Ele é baseado em informações secretas e acusa o FBI de usar táticas de vigilância abusiva contra a campanha eleitoral de Trump.
   

Além disso, a autorização judicial se baseia em informações fornecidas por Christopher Steele, ex-membro da Inteligência britânica e autor do polêmico dossiê sobre a relação entre Trump e o governo de Vladimir Putin. Segundo o memorando, Steele estava "desesperado" para o magnata não ser eleito.
   

A oposição democrata, por sua vez, criticou duramente a decisão de Trump de divulgar o relatório. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA