Presidente sul-coreano recebe delegação oficial do Norte

Representantes de Pyongyang chegaram nesta sexta ao país

Na imagem, Pence à frente; ao fundo, a irmã de Kim Jong-un (foto: EPA)
11:41, 09 FevPEQUIM ZGT

(ANSA) - O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, acolheu o chefe da delegação oficial norte-coreana, Kim Yong-nam, e deu um aperto de mão bastante simbólico ao receber o mais alto representante do país vizinho desde o fim da guerra.

O encontro ocorreu na cidade de Yongpyeong, próxima à sede das Olimpíadas, e que também recebe o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, bem como o premier japonês, Shinzo Abe.

A comitiva de 22 pessoas, que inclui a irmã do ditador Kim Jong-um, Kim Yo-jong, chegou a bordo de um jato particular. O grupo se dirigiu até a cidade de Pyeongchang, sede dos Jogos Olímpicos de Inverno, onde acompanhará a abertura do evento.

Além disso, eles ficarão no país até o domingo (11), na maior e mais importante visita de alto nível na Coreia do Sul. A irmã do líder do regime, por exemplo, é a primeira da dinastia a pisar em solo sul-coreano desde 1948.

Segundo fontes sul-coreanas, Seul ainda não desistiu de proporcionar uma reunião entre Pence e a delegação de Pyongyang, mesmo com a negativa de Washington de que esse encontro aconteceria.

A reaproximação entre as Coreias ocorreu por conta dos Jogos Olímpicos. No discurso de Ano Novo, Kim Jong-un, informou que gostaria de ver seus atletas na competição, bem como desejou "sucesso" aos sul-coreanos na organização do evento.

Desde então, trabalhou-se para que os norte-coreanos participassem do evento. No campo esportivo, serão 22 representantes que disputarão as provas juntamente a Seul. Além deles e da comitiva oficial de líderes políticos, cerca de 300 outros norte-coreanos participarão do evento - como líderes de torcida e artistas.

- Pence evita encontro 'cara a cara':

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, encontrou "rapidamente" o chefe da delegação norte-coreana, Kim Yong-nam, durante um evento de gala realizado pelo governo da Coreia do Sul.

Segundo a agência de notícias Yonhap, os dois tentaram evitar um encontro "cara a cara" no evento que ocorre antes da abertura dos Jogos Olímpicos.

Pence deixou a sala onde estava menos de cinco minutos depois de chegar. 

- Irmã de ditador norte-coreano pode convidar presidente

Kim Yo-jong pode convidar o presidente da Coreia do Sul para uma visita a Pyongyang, informou a emissora "CNN".

De acordo com fontes ouvidas pelos jornalistas, há "uma boa chance" de que esse convite seja feito "antes ou até esse ano". Caso ocorra, essa seria a primeira vez desde 2007 que um líder de Seul visitaria o país vizinho.

Entre as possíveis datas, estaria o 15 de agosto, o dia em que as Coreias conseguiram se livrar da ocupação japonesa em 1945. (ANSA)

 

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA