Número de casos de sarampo cresce 400% na Europa em 2017

A alta foi puxada por Romênia, Itália e Ucrânia, segundo a OMS

Número de casos de sarampo cresce 400% na Europa em 2017
Número de casos de sarampo cresce 400% na Europa em 2017 (foto: ANSA)
11:24, 20 FevROMA ZLR

(ANSA) - Em 2017, a Europa registrou 21.315 casos de sarampo, um crescimento de 400% em relação ao ano anterior. A alta foi puxada por Romênia, Itália e Ucrânia, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os dados foram divulgados nesta terça-feira (20), durante um encontro dos ministros da Saúde europeus em Montenegro. Dos mais de 21 mil casos de sarampo em 2017, 35 terminaram em óbito.

A área entendida como "Europa" pela OMS engloba 53 países, sendo que 15 tiveram mais de 100 pessoas contaminadas. Ucrânia (5.562), Itália (5.006) e Ucrânia (4.767) lideram o ranking. O surto, segundo a entidade, se deve a vários fatores, como a queda da cobertura vacinal, a interrupção do fornecimento de vacinas e falhas nos sistemas de vigilância contra a doença.

Os outros países europeus com mais de 100 casos de sarampo são: Grécia (967), Alemanha (927), Sérvia (702), Tajiquistão (649), França (520), Rússia (408), Bélgica (369), Reino Unido (282), Bulgária (167), Espanha (152), República Tcheca (146) e Suíça (105).

"Mais de 20 mil casos e 35 vidas perdidas pelo sarampo são uma tragédia que simplesmente não podemos aceitar", afirmou Zsuzsanna Jakab, diretora da OMS para a Europa.

Erradicado no Brasil, o sarampo tem como principal sintoma as lesões vermelhas que aparecem pelo corpo, geralmente começando pelo rosto e indo em direção aos pés. Também são comuns febre alta, tosse persistente, irritação ocular e excesso de secreção no ouvido. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA