Iowa aprova lei de aborto mais rigorosa dos EUA

Texto proíbe interrupção da gravidez após seis semanas

Iowa aprova lei de aborto mais rigorosa dos EUA
Iowa aprova lei de aborto mais rigorosa dos EUA (foto: ANSA)
19:19, 02 MaiNOVA YORK ZLR

(ANSA) - O estado de Iowa, nos EUA, aprovou a lei de aborto mais rigorosa do país, proibindo a interrupção da gravidez após seis semanas de gestação, quando já é possível ouvir os batimentos cardíacos do feto.

A norma foi votada na Câmara dos Deputados e no Senado do estado, de maioria republicana. Agora, para entrar em vigor, a medida precisa ser sancionada pela governadora Kim Reynolds, que, apesar de ser contra o aborto, ainda não sabe se assinará o texto.

A "lei do batimento cardíaco" é considerada uma das mais rígidas dos EUA, pois impede o aborto praticamente assim que a mulher descobrir uma gravidez. Ainda assim, em casos de abuso sexual ou incesto, as regras serão outras.

A possível mudança gerou reações diversas nos EUA. Em defesa da norma, a deputada republicana Dawn Pettengill disse que "estamos vivos assim que nossos corações batem, e nossa vida termina com o último batimento".

Já a diretora de relações públicas do Centro de Paternidade Controlada de Iowa afirmou que "as tentativas extremas de banir o aborto vão contra os padrões médicos e legais, assim como o senso comum e a opinião pública". (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA