Coreia do Norte ameaça cancelar reunião entre Kim e Trump

Motivo é exercício militar conjunto de EUA e Coreia do Sul

Coreia do Norte ameaça cancelar reunião entre Kim e Trump
Coreia do Norte ameaça cancelar reunião entre Kim e Trump (foto: ANSA)
18:51, 15 MaiROMA ZLR

(ANSA) - A Coreia do Norte ameaçou nesta terça-feira (15) cancelar a cúpula entre Kim Jong-un e Donald Trump, por causa dos exercícios militares conjuntos entre Estados Unidos e Coreia do Sul.

Além disso, Pyongyang desmarcou a reunião de alto nível que teria com Seul nesta quarta (16). Segundo a agência oficial "KCNA", os exercícios em curso das forças aéreas norte-americanas e sul-coreanas são um "ensaio" para "invadir o Norte" e uma "provocação".

De acordo com a agência "Yonhap", de Seul, a manobra militar, iniciada em 11 de maio e com previsão de durar duas semanas, envolve 100 aviões de guerra.

O encontro desta quarta ocorreria em Panmunjom, na zona desmilitarizada da Península da Coreia, e daria sequência à histórica cúpula de 27 de abril entre Kim e o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in.

A reunião do líder da Coreia do Norte com Trump está marcada para 12 de junho, em Singapura, no que seria a primeira cúpula na história entre governantes dos dois países. Nas últimas semanas, Pyongyang vem dando sinais de abertura ao diálogo, como a libertação de prisioneiros norte-americanos e a desativação de uma central de testes nucleares, iniciada nesta terça.

A reaproximação com o Sul começou nos primeiros dias de 2018, após um ano de tensão e trocas de ameaças entre Kim e Trump.

Resposta

A porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Heather Nauert, mostrou surpresa com as declarações de Pyongyang e afirmou que a Casa Branca segue "em frente" com os preparativos para a cúpula com Kim. "Não temos informações precisas sobre isso [sobre a ameaça]", disse. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA