Trump está disposto a convidar Kim para visitar os EUA

Presidente espera "sucesso" na cúpula da próxima terça

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, se reuniu com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, nesta quinta-feira (7), na Casa Branca.
O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, se reuniu com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, nesta quinta-feira (7), na Casa Branca. (foto: EPA)
17:03, 07 JunWASHINGTON ZLR

(ANSA) - O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, se reuniu com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, nesta quinta-feira (7), na Casa Branca.

O objetivo principal do encontro era discutir a reunião que Trump fará com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, na próxima terça-feira (12), em Singapura.

Em uma coletiva de imprensa com o premier japonês, o mandatário norte-americano falou que espera "muito sucesso" na conferência com Kim.

"Espero que o encontro em Singapura demonstre um bom futuro para a Coreia do Norte e para o mundo", disse Trump, reforçando que, para o encontro acontecer, teve ajuda do primeiro-ministro do Japão, mas também do presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in.

Trump ainda falou que teria mais de uma reunião com o líder norte-coreano, com a possibilidade de a próxima cúpula ser agendada na Casa Branca. Um de seus principais objetivos é assinar um "acordo de paz" com Pyongyang.

"Poderemos assinar um acordo para o fim da guerra com a Coreia do Norte. Estamos pensando nisso. Mas seria somente o começo. O que acontecerá depois é o importante", declarou o magnata.

Ainda assim, o presidente disse que está disposto a abandonar o encontro com o Kim caso não obtenha "sucesso".

O premier japonês, por sua vez, reforçou que almeja um processo de "normalização" na península. "A Coreia do Norte verá um futuro brilhante pela frente. Kim Jong-un está disposto a deixar o passado para trás para promover uma cooperação econômica entre os países", disse.

Shinzo Abe também falou em um possível encontro com Kim, se as relações estabelecidas com Trump obtiverem sucesso. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA