'Éramos turistas', dizem suspeitos de atacar ex-espião russo

Alexander Petrov e Ruslan Boshirov falaram à TV russa

O caso aumentou a tensão diplomática entre Londres e Moscou.
O caso aumentou a tensão diplomática entre Londres e Moscou. (foto: ANSA)
20:38, 13 SetMOSCOU ZFD

(ANSA) - Os dois suspeitos de terem envenenado o ex-espião russo Sergei Skripal e sua filha, Yulia, na cidade inglesa de Salisbury, em março deste ano, disseram nesta quarta-feira (12) que estavam no local "apenas como turistas".
Alexander Petrov e Ruslan Boshirov, concederam entrevista à rede de televisão estatal "Russia Today", em que disseram que planejavam ficar em Salisbury por dois dias, mas decidiram diminuir a estadia para algumas horas devido ao mau tempo. "A cidade estava coberta de lama e neve. Nós ficamos molhados, pegamos o primeiro trem e voltamos a Londres. Talvez tenhamos passado perto da residência de Skripal, mas não sabíamos onde ela ficava" disse Boshirov.

"É claro que viemos à cidade para ver a Catedral, a Old Tarum e a Stonehenge (pontos turísticos de Salisbury) mas não pudemos ficar na cidade porque tinha muita lama e neve em todo o lugar" acrescentou Petrov.

As autoridades do Reino Unido afirmam que os dois são agentes a serviço da GRU, agência central de inteligência russa. A dupla é acusada de ter aplicado o agente químico Novishok em frente à casa de Skripal em março deste ano e voltar à Rússia no mesmo dia. O ex-espião e sua filha foram hospitalizados em estado crítico, mas se recuperaram após semanas de tratamento e são mantidos em local não divulgado.

"Esses homens são oficiais do serviço militar russo de inteligência", disse um porta-voz do governo britânico nesta quinta-feira (13), que acusou Moscou de "ofuscação e mentiras".

Na quarta-feira (12), o presidente russo, Vladimir Putin, disse que "não há nada especial ou criminoso contra eles". O caso aumentou a tensão diplomática entre Londres e Moscou, provocando a expulsão de dezenas de diplomatas russos de quase 30 países. O Kremlin nega envolvimento no ataque. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA