Londres investiga mulher que gasta 16 milhões na Harrods

Suspeita deverá explicar a origem do dinheiro às autoridades

Londres investiga mulher que gasta 16 milhões na Harrods
Londres investiga mulher que gasta 16 milhões na Harrods (foto: Ansa)
10:56, 04 OutSÃO PAULO ZBF

(ANSA) - Uma mulher tem chamado a atenção dos britânicos e da National Crime Agency (NCA) recentemente.

Misteriosa, ela gastou mais de 1,5 milhão de libras esterlinas por ano, durante 10 anos, na Harrods, uma das mais caras e famosas lojas de departamento do mundo.

Além disso, ela ainda viaja de avião privado, gasta 150 mil libras esterlinas em joias em um dia, e passeia com 35 cartões de crédito na bolsa. Até o momento, tudo que se sabe é que ela é mulher de um ex-bancário estrangeiro e que tem mais de 22 milhões de libras esterlinas em propriedades no país, bem como uma casa de 7 milhões de libras em Londres.

A agência britânica que se ocupa de crimes econômicos quer saber como essa mulher conseguiu se tornar tão rica. Lavagem de dinheiro? Fundo de investimento privado em paraísos fiscais? As hipóteses levantadas são várias.

Para não ser obrigada a contar o seu segredo, a mulher fez um requerimento à Suprema Corte, mas perdeu a causa. Os juízes ordenaram que explique de onde vem a fortuna, concedendo-lhe anonimato até a conclusão do inquérito.

Segundo rumores, o seu cônjuge é russo e ex-presidente de um banco muito importante fora da União Europeia, mas agora está cumprindo pena de 15 anos de cárcere por fraude e apropriação indébita. Se a mulher, enfim, não for capaz de demonstrar a origem das suas riquezas, ela corre o risco de ter todas as suas propriedades apreendidas. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en