Embaixadora dos EUA na ONU pede demissão

Nikki Haley é cotada para disputar a Presidência em 2020

Nikki Haley anuncia demissão ao lado de Donald Trump
Nikki Haley anuncia demissão ao lado de Donald Trump (foto: EPA)
12:48, 09 OutWASHINGTON ZLR

(ANSA) - A embaixadora dos Estados Unidos na Organização das Nações Unidas (ONU), Nikki Haley, anunciou nesta terça-feira (9) que renunciará ao cargo, alegando que deseja fazer uma pausa na carreira.

Ex-governadora da Carolina do Sul (2011-2017), Haley comanda a representação dos EUA na ONU desde janeiro de 2017 e é uma das figuras mais destacadas do Partido Republicano.

Ele é especulada pela imprensa norte-americana como candidata à Casa Branca em 2020, mas negou que pense em disputar a Presidência. "Não vou concorrer em 2020", garantiu a embaixadora, durante pronunciamento ao lado de Donald Trump na Casa Branca.

Haley permanecerá no cargo até o fim do ano, e o presidente prometeu anunciar seu substituto dentro de duas ou três semanas. "Nikki Haley já havia me dito seis meses atrás que queria fazer uma pausa, ter um pouco de tempo livre. Odeio perdê-la, mas espero que ela volte em determinado momento", disse Trump.

Filha de indianos, Haley construiu uma reputação de conciliadora racial durante seus governos na Carolina do Sul e chegou a acusar o magnata de desrespeitar os imigrantes do país durante a campanha de 2016. Na época, Trump rebateu que o povo da Carolina do Sul se "envergonhava" da governadora.

Na ONU, no entanto, Haley liderou a ofensiva norte-americana contra ações e posicionamentos classificados por Washington como "anti-Israel". Também foi porta-voz da postura "linha dura" contra o Irã, a Coreia do Norte e a Síria. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA