Polícia alemã faz buscas em sedes da Opel

Empresa teria manipulado software de redução de poluentes

A Opel pertence ao grupo francês PSA.
A Opel pertence ao grupo francês PSA. (foto: EPA)
16:07, 15 OutFRANKFURT ZFD

(ANSA) - A polícia alemã realizou nesta segunda-feira (15) operações de busca e apreensão em duas sedes da fabricante de automóveis Opel, que pertence ao grupo francês PSA (Peugeot). Após a realização de testes, as autoridades constataram que alguns modelos da marca desligavam os sistemas de redução da emissão de poluentes quando os motores atingiam determinadas temperaturas.

As operações ocorreram nas sedes de Russelheim e Kaiserslautern. Segundo as autoridades, a companhia foi notificada cinco vezes para executar reparos no software de redução de emissões no final de 2015, mas conseguia "recorrentemente atrasar as ordens de recall com argumentos técnicos". O ministério dos transportes alemão afirma que pretende pedir o recall de 100 mil veículos de três modelos da marca: Zafira, Insignia e Cascada, por não atenderem as especificações técnicas vigentes na Europa.

A empresa emitiu comunicado, em que afirma que "está cooperando com as autoridades" e reafirma que " seus veículos seguem as leis vigentes do setor". A Opel foi comprada no ano passado pelo grupo Peugeot, após décadas de parceria com a norte-americana General Motors.

Esse é mais um desdobramento do caso chamado de "Dieselgate", desencadeado por uma denúncia da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA) à Volkswagen em 2015, por instalar software que burlavam a redução da emissão de poluentes em 11 milhões de veiculos a diesel. Marcas com Audi e Porsche também foram investigadas. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA