Juiz arquiva ação de atriz pornô contra Trump por difamação

Stormy Daniels reclamava de postagem no Twitter do presidente

Juiz arquiva ação de atriz pornô contra Trump por difamação
Juiz arquiva ação de atriz pornô contra Trump por difamação (foto: ANSA)
13:59, 16 OutNOVA YORK ZLR

(ANSA) - Um tribunal dos Estados Unidos rejeitou nesta segunda-feira (15) uma ação por difamação movida pela atriz pornô Stephanie Clifford, mais conhecida como Stormy Daniels, contra o presidente Donald Trump.

A decisão foi tomada pelo juiz federal James Otero, e o advogado do republicano, Charles Harder, disse se tratar de uma "total vitória" para Trump e uma "total derrota" para a atriz.

Daniels abrira o processo por difamação por conta de uma mensagem escrita pelo presidente no Twitter em abril, na qual ele acusava a atriz pornô de ter inventado ameaças para que ela ficasse em silêncio sobre seu suposto caso extraconjugal.

Otero afirmou que a mensagem de Trump é "uma 'hipérbole retórica' normalmente associada com a política e o discurso político nos Estados Unidos". O advogado da atriz pornô, Michael Avenatti, disse que recorrerá da decisão.

O suposto affair entre Trump e Daniels foi revelado pelo diário "The Wall Street Journal", que citou um pagamento de US$ 130 mil feito à atriz para ela se manter em silêncio. O caso entre os dois teria começado pouco tempo depois de Melania ter tido o filho mais novo do casal, Barron.

Trump, por sua vez, sempre negou a relação, mesmo após seu ex-advogado Michael Cohen ter se declarado culpado de oito acusações, incluindo um suborno para comprar o silêncio de Daniels.

A atriz lançou no início do mês o livro "Full disclosure" ("Revelação completa", em tradução livre), no qual conta mais detalhes sobre o caso. Em uma das passagens, ela compara o pênis do presidente com o cogumelo "Toad", personagem dos jogos do "Super Mario". (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA