Confira 5 cenários possíveis após derrota do 'Brexit'

Possibilidades vão de novo plebiscito a saída sem acordo

Protesto contra a primeira-ministra Theresa May durante a votação do Brexit, em Londres
Protesto contra a primeira-ministra Theresa May durante a votação do Brexit, em Londres (foto: EPA)
20:34, 15 JanLONDRES ZLR

(ANSA) - A derrota da primeira-ministra Theresa May na votação sobre o acordo do Brexit aumentou a incerteza em relação ao futuro do Reino Unido. Confira abaixo os cinco cenários possíveis no país daqui em diante:

1 - Dissolução do Parlamento e eleições antecipadas

Esse é o objetivo do líder trabalhista Jeremy Corbyn, que já apresentou uma moção de desconfiança contra o governo May. O texto será votado nesta quarta-feira (16) e, se aprovado, levará a novas eleições no Reino Unido, mas não antes de um mês. O governo que sairia das urnas ficaria responsável por renegociar o Brexit ou, em caso de vitória trabalhista, convocar um segundo plebiscito sobre o tema.

2 - "No Deal"

Se o impasse se mantiver, uma lei já aprovada pelo Parlamento prevê que o Brexit aconteça em 29 de março de 2019, sem um período de transição. Isso poderia causar um terremoto econômico no Reino Unido e problemas nas fronteiras. Há previsões que falam em escassez de alimentos, remédios e itens básicos no país em questão de poucas semanas.

3 - Segundo voto sobre o acordo

O governo é obrigado por uma emenda aprovada poucos dias atrás a apresentar até o fim desta semana uma alternativa a um Brexit sem acordo. Dessa forma, o texto com as alterações seria submetido novamente a uma votação na Câmara dos Comuns.

4 - Renegociação completa com a UE

Um quarto cenário prevê a ampliação do prazo de negociação com a União Europeia ao menos em alguns meses. O objetivo seria revisar o acordo do começo ao fim, hipótese que dependeria da disponibilidade de Bruxelas. Até o momento, a Comissão Europeia não deu nenhum sinal de que aceitaria reabrir as tratativas.

Para convencer o bloco, os trabalhistas propõem um Brexit mais "suave", mantendo o Reino Unido na união aduaneira e renunciando a acordos comerciais autônomos com outros países. Outra alternativa fala em deixar Londres também no mercado único, com a obrigação de não colocar em discussão a livre circulação de pessoas. A terceira possibilidade nesse cenário seria os dois lados acelerarem a aprovação de um acordo de livre comércio.

5 - Novo plebiscito

Essa é a ideia defendida pelos grupos contrários ao Brexit e que conta com apoio majoritário, mas não total, do Partido Trabalhista. A Escócia também quer a permanência na UE. Para isso, no entanto, seria necessário um apoio bipartidário que hoje está longe de ser realidade. Uma segunda votação também poderia aprofundar as divisões no país. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA