Trump evitará 'shutdown', mas decretará emergência

Donald Trump declarará emergência na fronteira com o México
Donald Trump declarará emergência na fronteira com o México (foto: ANSA)
19:43, 14 FevWASHINGTON ZLR

(ANSA) - A Casa Branca anunciou nesta quinta-feira (14) que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sancionará o acordo bipartidário para evitar uma nova paralisação do governo, mas declarará emergência nacional na fronteira com o México para obter os recursos necessários à construção de seu muro.

Trump exigia a liberação de US$ 5,7 bilhões para levantar uma barreira na fronteira mexicana, mas a proposta de Lei Orçamentária escrita por republicanos e democratas prevê apenas US$ 1,375 bilhão.

Além disso, o dinheiro não poderia ser usado para construir um muro de concreto ao longo de 321 quilômetros, como queria o presidente, mas sim para instalar 88 quilômetros de cercas metálicas.

"O presidente Trump assinará a lei de financiamento do governo e, como já havia dito antes, assinará outra ordem executiva - incluindo a emergência nacional - para garantir o fim da crise de segurança e humanitária na fronteira", disse a secretária de imprensa da Casa Branca, Sarah Sanders.

O texto foi aprovado pelo Senado por um placar de 83 votos a 16 e será votado ainda nesta quinta pela Câmara, já que o prazo para o governo não entrar em "shutdown" novamente termina nesta sexta-feira (15). Recentemente, a administração federal ficou mais de um mês paralisada, o período mais longo da história, devido à falta de acordo sobre o Orçamento.

Com a iminente declaração de emergência nacional, Trump pretende ter acesso a recursos extraordinários e usá-los para construir o muro, sua promessa de campanha. A oposição, no entanto, nega a existência de uma crise na fronteira e diz que o presidente quer apenas passar por cima do Congresso. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA