Catedral de Notre-Dame, em Paris, é atingida por incêndio

Catedral de Notre-Dame, em Paris, é atingida por incêndio (foto: EPA)
21:58, 15 AbrPARIS ZBF

(ANSA) – Um grande incêndio atinge neste momento a Catedral de Notre-Dame, em Paris, na França. Uma grande coluna de fumaça cinza pode ser vista de vários pontos da capital francesa.

O fogo começou às 18h50 locais e as autoridades isolaram a área. O Ministério do Interior informou que, até o momento, não há registro de feridos nem mortos.

No Twitter, a prefeita de Paris, Anne Hidaldo, disse que as equipes estão tentando controlar o fogo e pediu que as pessoas evitem cruzar o perímetro de segurança criado pelas autoridades. 

As chamas atingiram a parte traseira e superior da catedral, provocando o desabamento da "flecha", uma das torres e símbolos da igreja. Trata-se de uma torre isolada sobre o teto da nave da catedral que fora instalada no século 19. Parte do teto da catedral está comprometida e também corre o risco de desabar.

Ainda não se sabe a origem do fogo. A procuradoria de Paris abriu uma investigação para determinar as causas do incêndio.

O presidente francês, Emmanuel Macron, está na região da Catedral de Notre-Dame para acompanhar o incêndio que atinge o local. Macron tinha previsto um pronunciamento em rede nacional na noite desta segunda-feira (15), no qual anunciaria aguardadas reformas econômicas e sociais.

No entanto, devido à tragédia, o presidente cancelou o compromisso. No Twitter, Macron lamentou a tragédia. "Notre-Dame de Paris em chamas. Emoção toda uma nação. Meus pensamentos a todos os católicos e a todos os franceses. Como todos os nossos compatriotas, estou triste esta noite por ver uma parte de nós queimar", escreveu.

Andre Finot, porta-voz da Catedral Notre Dame, disse que a estrutura da igreja está queimando completamente e “não deve sobrar nada”.

A declaração foi dada após o subsecretário do Ministério do Interior da França, Laurent Nunez, afirmar que “não é certeza que a Catedral Notre Dame se salve” da tragédia.

Apesar das informações divergentes sobre a estrutura, os bombeiros de Paris informaram que “a estrutura de Notre Dame será salva e preservada em sua totalidade”.

A Catedral de Notre-Dame é uma das mais antigas catedrais francesas em estilo gótico. Sua construção foi iniciada no ano de 1163, e a catedral é um dos pontos turísticos mais visitados da Europa.

A tragédia – cujos prejuízos ainda não foram contabilizados – ocorreu em um momento em que a igreja passava por obras de restauração e as quais deveriam durar 20 anos, de acordo com o jornal “Le Figaro”. Felizmente, 16 estátuas do teto da Notre-Dame tinham sido retiradas há quatro dias – em 11 de abril -- para as restaurações, preservando parte do acervo. As peças, com três metros de altura e 250 quilos, deveriam retornar à igreja somente em 2022.

De acordo com o reitor da catedral de Notre-Dame de Paris, Patrick Chauvet, o fragmento da coroa de espinhos com a qual Jesus Cristo teria sido coroado e a túnica de Saint-Louis estão a salvo.


No entanto, segundo o “The Guardian”, citando “relatos não confirmados”, as três janelas de rosáceas medievais da Notre Dame – ocidental (do ano 1225), a norte (1250) e a sul (1250) — teriam explodidos por causa do calor intenso.

Reações

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu que as autoridades francesas “ajam com rapidez” para conter o incêndio na Catedral de Notre-Dame.

“Que horrível assistir ao incêndio massivo na Catedral de Notre-Dame, em Paris. Talvez aviões com tanques de água podem ser usados para apagar o fogo. Deve-se agir rapidamente”, escreveu o republicano no Twitter.

 Além dele, líderes europeus também se pronunciaram.

"Terrificante o incêndio na Catedral de Notre-Dame. A torre desabou. Envio meus pêsames e um abraço ao povo de Paris. Da Itália toda a nossa proximidade e toda a ajuda que podemos dar", disse o vice-premier e ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini.

"É doloroso olhar essas imagens horríveis da Notre-Dame em chamas. A Notre-Dame é um símbolo da França e da nossa cultura europeia. Envio meus sentimentos aos nossos amigos franceses", escreveu no Twitter Steffen Seibert, o porta-voz da chanceler alemã, Angela Merkel.

O ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama também comentou o incêndio e afirmou que mesmo com a “história perdida” é preciso reconstruir a Catedral para o futuro.

“Notre Dame é um dos grandes tesouros do mundo e é da nossa natureza chorar quando vemos a nossa história perdida, mas também é da nossa natureza reconstruir para o amanhã, com mais força que podemos”, afirmou o democrata em sua conta no Twitter.

A mensagem foi publicada acompanhada de uma foto que retrata Obama e sua família - a mulher, Michelle Obama, e as filhas, Sasha e Malia - , há alguns anos, dentro da catedral. 

A Organização das Nações Unidas para a Educação e Cultura (Unesco), por sua vez, se solidarizou e disse que se coloca “ao lado da França para salvaguardar e reabilitar este patrimônio inestimável, que a Catedral de Notre Dame”, escreveu Audrey Azoulay, diretor-geral da organização, em sua conta no Twitter.

A Catedral de Notre-Dame está listada como Patrimônio Mundial da Humanidade desde 1991. (ANSA)

 

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA