Governo Trump proíbe embaixada no Brasil de hastear bandeira LGBT

Medida revoga decisão anterior de Barack Obama

Bandeira do orgulho LGBT em Berlim, na Alemanha
Bandeira do orgulho LGBT em Berlim, na Alemanha (foto: EPA)
18:39, 07 JunWASINGTON ZLR

(ANSA) - O governo Donald Trump proibiu embaixadas dos Estados Unidos no exterior, inclusive no Brasil, de hastearem a bandeira do orgulho LGBT em seus mastros durante o mês de junho, que é dedicado a essa comunidade.

A informação é da emissora NBC, que cita três diplomatas americanos. O governo de Barack Obama havia concedido uma permissão generalizada para embaixadas exibirem o estandarte do arco-íris, mas o Departamento de Estado revogou essa decisão.

A NBC cita as embaixadas em países como Brasil, Alemanha, Israel e Letônia como exemplos. A medida vai de encontro à campanha lançada pela Casa Branca para descriminalizar a homossexualidade em todos os países e a uma recente declaração de Trump, que reconheceu a "extraordinária contribuição" do público LGBT.

As bandeiras, no entanto, poderão ser expostas em outras áreas internas e externas das embaixadas. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA