Inteligência dos EUA crê que filho de Bin Laden morreu

Hamza, de 30 anos, era um dos filhos do terrorista da Al-Qaeda

Inteligência dos EUA crê que filho de Bin Laden morreu
Inteligência dos EUA crê que filho de Bin Laden morreu (foto: EPA)
18:42, 31 JulNOVA YORK ZBF

(ANSA) - Os serviços de inteligência dos Estados Unidos têm informações que levam a crer que um dos filhos do terrorista Osama bin Laden, Hamza bin Laden, estaria morto.

De acordo com a emissora "NBC", que citou três fontes do governo, não foram fornecidos detalhes sobre onde ou quando Hamza teria morrido, nem se os EUA estariam envolvidos no falecimento. Em março, o governo norte-americano tinha oferecido uma recompensa de um milhão de dólares pela captura de Hamza, considerado um líder emergente na Al-Qaeda, organização fundada pelo seu pai.
   

A última declaração pública do filho de Bin Laden ocorreu em 2018, em uma ameaça contra a Arábia Saudita. Acredita-se que Hamza bin Laden tenha nascido em 1989.

Quando o líder da Al-Qaeda se mudou para o Afeganistão em 1996 e declarou guerra aos Estados Unidos, o então garoto aparecia em um vídeo propaganda do grupo terrorista, que assumiu os atentados de 11 de setembro contra as Torres Gêmeas.
   

Em 2011, quando as forças americanas invadiram a casa de Bin Laden em Abbottabad, no Paquistão, o terrorista foi morto junto com seu outro filho, Khalid. Mas Hamza não foi encontrado. Ele é filho de Khairiah Sabar da Arábia Saudita, uma das três esposas de Bin Laden que viviam na Abbottabad, e foi acusado de participar de um atentado contra Benazir Bhutto. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA