Arábia Saudita autoriza que mulheres viajem sozinhas

Documento poderá ser obtido sem aval de um tutor masculino

Arábia Saudita autoriza que mulheres viajem sozinhas (foto: EPA)
12:37, 02 AgoROMA ZRS

(ANSA) - A Arábia Saudita anunciou nesta quinta-feira (1) que as mulheres do país não precisarão da aprovação de um tutor do sexo masculino para tirar passaporte e viajar ao exterior.

De acordo com a imprensa do país, a medida faz parte de uma reforma no sistema legal da nação asiática. O documento de viagem poderá ser obtido pelas sauditas com mais de 21 anos de idade.

Além disso, o jornal "Umm al Qura" informou que "um passaporte será emitido para todo cidadão saudita que apresente uma solicitação".

Em outra mudança, as mulheres sauditas também poderão registrar seus filhos ou informar a morte de um parente. Anteriormente, a tarefa era somente realizada pelo marido, pai ou tutor masculino.

Conservadora e religiosa, a Arábia Saudita mantém uma política restrista às mulheres, obrigando-as a terem permissão de um homem da família para trabalhar, estudar, se casar e até passar por tratamentos médicos.

No entanto, apesar de ser um dos países que mais reprimem o sexo feminino no mundo, o país vem adotando medidas de abertura nos últimos anos, como permitir que mulheres dirijam ou assistam a jogos de futebol no estádio.

O processo de reforma é liderado pelo príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, acusado de ser o mandante do assassinato do jornalista Jamal Kashoggi, morto e torturado no consulado do país em Istambul, na Turquia.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA