Chanceler da França ironiza 'urgência capilar' de Bolsonaro

Brasileiro cancelou reunião e apareceu cortando cabelo na web

Chanceler da França ironiza 'urgência capilar' de Bolsonaro
Chanceler da França ironiza 'urgência capilar' de Bolsonaro (foto: ANSA)
17:44, 05 AgoSÃO PAULO ZCC

(ANSA) - O ministro das Relações Exteriores da França, Jean-Yves Le Drian, ironizou o que chamou de "urgência capilar" que fez o presidente Jair Bolsonaro a cancelar uma reunião que teria com ele na última semana.

A declaração foi dada neste domingo (4) ao Journal du Dimanche e faz referência ao episódio protagonizado pelo mandatário brasileiro que cancelou seu encontro com Le Drian poucos minutos antes e publicou um vídeo no Facebook enquanto cortava o cabelo, no horário em que estava prevista a reunião.

"Todo mundo conhece as restrições próprias das agendas dos chefes de Estado. Ao que parece, houve uma emergência capilar. Essa é uma preocupação que é estranha para mim", declarou Le Drian, referindo-se ironicamente a sua calvície.

Apesar do ocorrido, o chanceler francês considerou a visita ao território brasileiro "muito positiva", principalmente por ter tido "encontros com a sociedade civil brasileira, em particular com ONGs, e com "a sociedade civil econômica".

"Também me reuni com os governadores de vários estados. A França tem o interesse de conversar com o Brasil, com todos os brasileiros", ressaltou.

Inicialmente, Bolsonaro alegou "uma questão de agenda", para cancelar a reunião na última segunda-feira (29). Mas na mesma tarde, fez a transmissão ao vivo. Ao comentar sobre o episódio, ele voltou a afirmar que cancelou a agenda porque tinha outro compromisso, mas admitiu que outros fatores contribuíram.

Há relatos de que Bolsonaro estava descontente com a decisão do chanceler francês de reunir-se com representantes de ONGS, em sua maioria críticas a ele. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA