Explosão em Instituto do Câncer deixa 20 mortos no Egito

Acidente foi causado por um carro em alta velocidade, no Cairo

Explosão em Instituto do Câncer deixa 19 mortos no Egito
Explosão em Instituto do Câncer deixa 19 mortos no Egito (foto: EPA)
20:34, 05 AgoROMA ZBF

(ANSA) - A capital do Egito viveu cenas de terror na madrugada desta segunda-feira (5). Uma explosão diante do Instituto Oncológico do Cairo deixou ao menos 20 mortos e 47 feridos.

As autoridades tiveram que evacuar 54 pacientes do hospital e transferi-los para os centros hospitalares Mahad Nasser e Hermel.

A polícia do Egito investiga se a explosão foi um atentado terrorista. Até o momento, porém, o ato não foi reivindicado por nenhum grupo.

O presidente do Egito, Abdel Fattah al Sisi, no entanto, classificou a explosão como um "ato terrorista".

Em uma declaração no Twitter, o líder egípcio também manifestou sua solidariedade "ao povo egípcio e as famílias dos mártires mortos no covarde incidente de origem terrorista".

No texto, Al Sisi prometeu erradicar "este terrorismo brutal". Segundo o Ministério do Interior, o ato foi cometido pelo grupo Hasm, próximo à Irmandade Muçulmana. 
   

De acordo com testemunhas, um carro em alta velocidade e na contramão se chocou contra outros três veículos diante do Instituto Oncológico, provocando a explosão.
   

Em um primeiro momento, as autoridades pensaram que a explosão teria ocorrido em uma bomba de oxigênio, porém, depois, constataram que as chamas vinham dos veículos na rua. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA