Governo Trump acusa China de manipular moeda

Acusação ocorre um dia depois da desvalorização do yuan

Governo Trump acusa China de manipular moeda (foto: EPA)
20:01, 06 AgoNOVA YORK ZCC

(ANSA) - Depois de a China ter desvalorizado a moeda para o valor mais baixo dos últimos 11 anos, o Departamento de Tesouro dos Estados Unidos acusou o país asiático de manipular a moeda para conseguir vantagens comerciais.

Em comunicado divulgado nesta segunda-feira (5), o secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, disse que irá trabalhar junto com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para eliminar a competição injusta de Pequim.

A medida, porém, eleva ainda mais as tensões na guerra comercial entre os dois países. Para o Tesouro norte-americano, "o propósito da desvalorização da moeda da China é obter vantagens competitivas injustas no comércio internacional".

Apesar da acusação por parte do governo de Donald Trump, o banco central chinês negou qualquer manipulação cambial e afirmou que a atitude dos EUA "prejudica gravemente a ordem financeira internacional e gera caos nos mercados financeiros", além de "impedir a recuperação da economia e do comércio global".

Nesta terça-feira (6), a moeda chinesa está se recuperando da baixa recorde registrada ontem (5), depois do Banco Popular da China permitir uma forte desvalorização do yuan, que superou 7 por dólar. A medida foi alvo de uma série de críticas por parte de Trump.

A queda, no entanto, ocorreu após o republicano anunciar novas tarifas de 10% sobre US$300 bilhões em produtos chineses a partir do dia 1º de setembro. "A China não usou e não usará a taxa de câmbio como ferramenta para lidar com as disputas comerciais", afirmou o Banco Central da China, em um comunicado divulgado em seu portal na internet.

A instituição ainda afirmou que o valor de sua moeda é regulado e determinado pelo mercado. Além disso, pediu que a administração Trump reconheça seus erros e evite o "precipício".  (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA