Ataque talibã em Cabul deixa 14 mortos e quase 150 feridos

A explosão foi reivindicada pelo grupo Talibã

Atentado com carro-bomba deixa 95 feridos no Afeganistão (foto: EPA)
10:00, 07 AgoCABUL ZCC

(ANSA) - Pelo menos 14 pessoas morreram e quase 150 ficaram feridas depois que um carro-bomba atingiu uma delegacia de polícia em Cabul na manhã desta quarta-feira (7). O balanço foi atualizado pelo vice-ministro do Interior do Afeganistão, Khoshal Sadat, informou a BBC

Inicialmente a informação divulgada era de que 95 pessoas, incluindo mulheres e crianças, haviam ficado feridas. O ataque foi reivindicado pelo grupo Talibã.

De acordo com o porta-voz do ministério da Saúde, Wahidullah Mayar, um veículo repleto de explosivos foi detonado e frente a uma delegacia no distrito 6, na zona oeste de Cabul, por volta das 9h00 (horário local). Os feridos foram hospitalizados em diversos centros médicos da região, informou Mayar.

A ofensiva foi assumida pelo porta-voz talibã Zabihullah Mujahid em sua conta oficial do Twitter. Na publicação, ele afirmou que o "ataque suicida era um centro de recrutamento perto da estação de Polícia" e que "dezenas de soldados e policiais morreram".

O atentado coincide com a oitava rodada de negociações de paz entre representantes dos Estados Unidos e dos talibãs no Qatar, em busca de um acordo que ponha fim a cerca de duas décadas de guerra.

Além disso, o ataque ocorre uma semana depois que uma bomba explodiu em uma estrada no distrito de Bala Blok, no oeste do país, e atingiu um ônibus, deixando pelo menos 34 mortos e 17 feridos. Na ocasião, a ONU havia revelado um relatório no qual advertiu que o nível em que os civis são mortos e feridos na guerra no Afeganistão é "chocante". (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en