Trump adia taxas sobre produtos chineses por Natal

Medida provocou alívio nos mercados em meio à guerra comercial

Trump adia taxas sobre produtos chineses por Natal
Trump adia taxas sobre produtos chineses por Natal (foto: Ansa)
18:38, 13 AgoWASHINGTON ZCC

(ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, adiou até 15 de dezembro a imposição das novas taxas de 10% sobre produtos chineses, incluindo eletrônicos, nesta terça-feira (13).

O governo norte-americano, no entanto, manterá novas tarifas que entrarão em vigor a partir do dia 1º de setembro sobre US$300 bilhões em produtos.

Segundo o republicano, a decisão foi tomada para não prejudicar os compradores norte-americanos antes do Natal.

"Estamos fazendo isso para a temporada de Natal" para evitar qualquer impacto adverso sobre os compradores dos EUA, disse.

Em comunicado, o representante comercial dos EUA explicou que a medida diz respeito aos produtos eletrônicos, como celulares, notebooks, consolide de videogame, calçados, roupas e alguns brinquedos.

O anúncio provocou um alívio nos mercados, que não tinham expectativa de trégua em meio à guerra comercial entre os dois países. O dólar passou a cair, enquanto o Ibovespa registrou fortes ganhos na manhã de hoje. Logo após às 12h, em Wall Street, os três principais índices de ações subiram cerca de 2%. No Reino Unido, os estoques expostos ao comércio global também aumentaram, com a mineradora Glencore fechando 2,3%. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA