Oito pessoas são condenadas pelo assassinato de Khashoggi

Ao todo, 5 foram condenados à morte e 3, à prisão

Oito pessoas são condenadas pelo assassinato de Khashoggi
Oito pessoas são condenadas pelo assassinato de Khashoggi (foto: EPA)
10:21, 23 DezSÃO PAULO ZBF

(ANSA) - Cinco pessoas foram condenadas à morte e outras três a uma pena de 24 anos de prisão na Arábia Saudita pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, ocorrido no consulado saudita de Istambul em 2018. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (23) pela Promotoria de Riad.

Khashoggi, um jornalista crítico ao regime saudita e colaborador do jornal "The Washington Post", desapareceu em 2 de outubro do ano passado, após entrar no consulado saudita na capital da Turquia. Ele compareceu ao consulado para pegar um documento para se casar com a namorada Hatice Cengiz, mas nunca mais saiu de lá.
   

O regime saudita chegou a negar envolvimento no caso, mas depois admitiu que Khashoggi tinha sido morto e desmembrado dentro da sede diplomática.

Apesar das condenações das oito pessoas, Saud al-Qahtani, um estreito colaborador do príncipe herdeiro saudita, Mohammed bin Salman e apontado como um dos envolvidos no assassinato, foi absolvido pela justiça, assim como o ex-número dois do serviço de inteligência, general Ahmed al-Assiri, o qual teria supervisionado a morte do jornalista. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA