China suspende entrada de estrangeiros no país

Medida começa a valer no sábado (28) mesmo para quem tem visto

China vai controlar a chegada de estrangeiros a partir do dia 28
China vai controlar a chegada de estrangeiros a partir do dia 28 (foto: AFP)
14:03, 26 MarPEQUIM ZGT

(ANSA) - A China anunciou nesta quinta-feira (26) o fechamento temporário das fronteiras para os estrangeiros, mesmo aqueles que têm vistos de moradia ou trabalho no país, por conta do avanço do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

A proibição começa a valer neste sábado (28) e tem relação com a tentativa de frear o avanço do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

De acordo com o anúncio do Ministério das Relações Exteriores, a medida atinge aqueles que têm permissão de residência no país, turistas em geral e portadores de vistos especiais de trânsito por territórios controlados por Pequim.

"A entrada com vistos diplomáticos, de serviço, de cortesia ou tipo C [tripulantes de voos ou embarcações] não será afetada. Estrangeiros que venham para a China para atividades econômicas, comerciais, científicas ou tecnológicas necessárias ou que precisem de ajuda humanitária de emergência podem solicitar vistos em embaixadas ou consulados chineses. A entrada de estrangeiros com vistos emitidos após este anúncio não será afetada", diz o comunicado oficial.

Segundo o governo, a suspensão temporária é uma medida que a China está "sendo obrigada a tomar à luz do surto e das práticas de outros países" e o governo continuará acompanhando a situação, que pode ser "ajustada" de acordo com os novos acontecimentos.

- Corte de voos internacionais:

A China anunciou um corte drástico no número de voos internacionais que chegam e saem de seu território.

De acordo com a Administração da Aviação Civil da China (CAAC), as companhias aéreas chinesas deverão manter apenas um voo para cada país em que atuam na frequência de um por semana. Já as empresas estrangeiras deverão também respeitar a frequência de apenas um voo semanal para o país.

Desde a última semana, a China vem registrando dias com nenhuma contaminação interna, mas com uma quantidade cada vez maior de estrangeiros ou chineses que chegam ao país com a doença Covid-19.

O país continua sendo aquele que mais contabilizou casos do novo coronavírus, com 81.782 casos confirmados, e com 3.287 mortes. No entanto, o governo afirmou que conseguiu controlar a pandemia e agora foca em medidas para evitar um novo ressurgimento do problema em grandes proporções.

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA