Número de mortos em naufrágio na Tunísia passa de 50

Tragédia ocorreu na última segunda-feira, no Mediterrâneo

Barco de migrantes no Mediterrâneo, em foto de arquivo
Barco de migrantes no Mediterrâneo, em foto de arquivo (foto: ANSA)
09:23, 12 JunTÚNIS ZLR

(ANSA) - Subiu para 53 o número de corpos resgatados pela Marinha da Tunísia após o naufrágio de um barco de migrantes na última segunda-feira (8), perto das ilhas Kerkennah, na costa do país africano.

Segundo o diretor de Saúde do município de Sfax, Aly Ayadi, entre as vítimas estão pelo menos 24 mulheres, incluindo uma grávida, e três crianças. A embarcação havia zarpado da cidade tunisiana na madrugada de 5 de junho e tinha a Itália como destino.

Depois de serem submetidos a uma tentativa de identificação por DNA, os corpos serão sepultados em um cemitério na periferia de Sfax.

Segundo a Organização Internacional das Migrações (OIM), pelo menos 269 pessoas morreram ou desapareceram no Mediterrâneo em 2020, enquanto outras 21,2 mil conseguiram concluir a travessia entre o norte da África e o sul da Europa.

Essas recorrentes tragédias tornaram o mar, berço da civilização ocidental, um cemitério de migrantes e refugiados. O naufrágio mais grave de que se tem notícia ocorreu em 18 de abril de 2015, quando pelo menos 700 pessoas morreram no Canal da Sicília. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA