Pequim, na China, isola 10 bairros após novos casos de Covid-19

Capital chinesa teve 36 novas contaminações em 24 horas

Os últimos casos foram descobertos em um mercado de carne no noroeste de Pequim
Os últimos casos foram descobertos em um mercado de carne no noroeste de Pequim (foto: ANSA)
08:46, 15 JunPEQUIM ZRS

(ANSA) - A prefeitura de Pequim, na China, anunciou nesta segunda-feira (15) que 10 bairros residenciais foram colocados em quarentena. A decisão acontece após a capital do país asiático ter registrado 36 novos casos de coronavírus (Sars-CoV-2) em 24 horas.

Os últimos casos de contaminação foram descobertos em um mercado de carne localizado no noroeste de Pequim, no distrito de Haidian. A China registrou em um dia 49 novos casos da Covid-19, incluindo 36 na capital.

Diversas cidades chinesas estão aconselhando seus moradores a evitar viajar para Pequim. A vice-premier da China, Sun Chunlan, alertou neste domingo (14) sobre o alto risco de disseminação do novo coronavírus e pediu medidas resolutas de resposta após os recentes casos de contaminação em Pequim.

Sun solicitou que "as mais severas investigações epidemiológicas" fossem realizadas em mercados e seus arredores, além de um "rastreamento completo" para identificar e controlar a fonte da infecção.

Os novos casos de coronavírus registrados em Pequim também levaram as autoridades locais interromperem a prática de atividades esportivas e a realização de eventos culturais.

O prefeito da capital chinesa, Xu Ying, disse a repórteres que a "desinfecção de espaços públicos" será reforçada. Ele também revelou que os controles de temperatura, que foram suspensos, serão retomados.

Segundo dados da universidade norte-americana Johns Hopkins, a China registrou pouco mais de 84 mil casos da Covid-19 e quase cinco mil mortes.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA