Oposição de Belarus vence prêmio de direitos humanos da UE

País europeu é palco de crise política desde agosto passado

Protesto da oposição em Minsk, capital de Belarus
Protesto da oposição em Minsk, capital de Belarus (foto: EPA)
15:10, 22 OutBRUXELAS ZLR

(ANSA) - O Parlamento da União Europeia concedeu nesta quinta-feira (22) o Prêmio Sakharov em 2020 à oposição democrática de Belarus, representada pelo conselho de coordenação formado por membros da sociedade civil e personalidades políticas.

Criada em 1988, a honraria é entregue anualmente pelo poder Legislativo da UE a pessoas ou grupos que simbolizem a liberdade de pensamento e a luta pelos direitos humanos.

Belarus, ex-república soviética, é palco de uma crise política desde agosto passado, quando a vitória do presidente Aleksandr Lukashenko, no poder desde 1994, em uma eleição cercada de denúncias de fraude serviu de estopim para protestos em massa nunca antes vistos no país.

"É uma honra anunciar que as mulheres e homens da oposição democrática em Belarus são os laureados com o Prêmio Sakharov em 2020. Eles têm a seu lado algo que a força bruta nunca poderá derrotar: a verdade. Não desistam de sua luta, nós estamos com vocês", escreveu no Twitter o presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli.

O conselho de coordenação da oposição bielorrussa é encabeçado pela candidata derrotada nas últimas eleições, Svetlana Tikhanovskaya, que teve de se exilar na Lituânia após o pleito de agosto passado. O comitê também inclui ativistas políticos e figuras proeminentes da sociedade civil, como a escritora Svetlana Alexievich, vencedora do Nobel de Literatura em 2015.

A cerimônia de premiação do Sakharov será em 16 de dezembro. A UE não reconhece a vitória de Lukashenko nas eleições e já aplicou sanções econômicas a dirigentes de Belarus, mas não contra o presidente. (ANSA) 

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA