Trump tem nova derrota e contagem de votos segue na Filadélfia

FBI também anunciou investigação sobre plano de ataque na cidade

Apoiadores de Trump protestam na Filadélfia (foto: EPA)
11:28, 06 NovWASHINGTON ZGT

(ANSA) - Em uma nova derrota da campanha de Donald Trump, um juiz federal da Filadélfia rejeitou o pedido para a paralisação da contagem de votos na cidade nesta sexta-feira (6). A alegação dos republicanos é de que os votos não poderiam ser contados sem a presença de observadores do partido.

A decisão do juiz Paul Diamond cita um "acordo entre as partes" durante uma audiência preliminar sobre o processo eleitoral, realizada poucas horas antes em um tribunal do estado da Pensilvânia, e determina que a moção foi "negada sem direito à apelação".

O protocolo do encontro na justiça estadual determinava que mais observadores republicanos poderiam atuar no processo de análise dos votos na capital, mas sem implicar que a ausência de tais pessoas paralisaria a contagem.

Trump vem tentando parar a contabilização dos votos que chegaram por correios sob acusações, sem provas, de que há fraudes no processo. Porém, todas as ações foram rejeitadas seja na Pensilvânia, como na Geórgia e em Michigan. Em Wisconsin, onde Trump perdeu para Joe Biden por 20 mil votos, a campanha já entrou com um pedido de recontagem de votos.

Desde a campanha eleitoral, o atual presidente do país critica o sistema via postal - ampliado por conta da pandemia de coronavírus Sars-CoV-2. Isso porque, tradicionalmente, esse tipo de ação é majoritariamente democrata. E, os resultados parciais dos estados, vêm mostrando exatamente isso.

Trump liderou a votação neles quando considerados apenas os votos pessoais - antecipados ou em 3 de novembro -, mas vem perdendo a liderança neles com a contabilização dos votos enviados por via postal.

Segundo um estudo publicado em 2017 pelo Instituto Brennan Center for Justice, que analisou 36 anos de votos por correios, menos de 0,0009% dos votos nesta modalidade foram alvo de algum tipo de fraude - algo em torno de 1,3 mil envelopes. Neste ano, foram mais de 91 milhões de votos enviados por correios.

- Ataque:

O FBI informou que prendeu duas pessoas nesta sexta-feira suspeitas de planejarem um ataque armado contra o Convention Center da Filadélfia, onde está centralizada a contagem de votos das eleições presidenciais.

Segundo o jornal "Philadelphia Inquirer", citando fontes da polícia, havia uma van com armamento pesado - incluindo fuzis AR-15 - se dirigindo ao local da apuração. Agora, o FBI investiga a origem e a organização dessa ação. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA