Macron e Merkel conversam com Biden pela 1ª vez após eleição

Presidente eleito iniciou conversas com líderes estrangeiros

Presidente eleito iniciou conversas com líderes estrangeiros
Presidente eleito iniciou conversas com líderes estrangeiros (foto: EPA)
18:44, 10 NovWASHINGTON ZCC

(ANSA) - O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, conversou pela primeira vez com o líder francês, Emmanuel Macron, nesta terça-feira (10) e disse que retomará as relações transatlânticas, especialmente com a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e a União Europeia.

Macron espera colaborar com Biden sobre os principais temas internacionais. "O chefe de estado ficou feliz com Joe Biden e sua vice-presidente, Kamala Harris", relata a presidência francesa.

Durante a conversa de 10 minutos, Macron manifestou a Biden o seu "desejo de trabalhar juntos nos desafios contemporâneos: clima, saúde, luta contra o terrorismo e defesa dos direitos fundamentais".

O presidente francês, que foi eleito em 2017, nunca tinha conversado com democrata, que foi vice-presidente de Barack Obama entre 2008 e 2016.

Além de Macron, Biden também telefonou para a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, segundo o porta-voz do governo de Berlim, Steffen Seibert.

No comunicado, Seibert informou que os dois líderes "concordaram que a colaboração no Atlântico é de grande importância diante de inúmeros desafios globais". "A chanceler espera uma colaboração estreita e de confiança no futuro", afirmou.

Biden iniciou uma série de entrevistas com líderes estrangeiros nesta segunda-feira (9) com um contato do primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau. Hoje, ele chegou a falar com o premiê do Reino Unido, Boris Johnson.

Apesar de diversas autoridades mundiais já terem parabenizado Biden pela vitória nas eleições à Casa Branca, o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se recusa a aceitar a derrota.

"A recusa de Donald Trump em conceder a vitória é constrangedora, uma vergonha para todo o país", afirmou Biden nesta terça-feira.

A vice-presidente eleita, Kamala Harris, também se pronunciou, dizendo que o democrata "venceu claramente as eleições". (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA