YouTube remove vídeo e suspende conta de Trump por uma semana

O presidente violou as políticas de incitação à violência

Trump não pode publicar vídeos ou fazer transmissões ao vivo por 7 dias
Trump não pode publicar vídeos ou fazer transmissões ao vivo por 7 dias (foto: AFP)
07:53, 13 JanROMA ZRS

(ANSA) - O YouTube informou nesta terça-feira (12) que removeu um vídeo e suspendeu o canal do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por ter violado suas políticas de incitação à violência.

Em um comunicado, a plataforma anunciou que o republicano não poderá enviar novos vídeos ou fazer transmissões ao vivo por pelo menos sete dias. A empresa também destacou que a punição pode ser prorrogada.

"Após uma análise cuidadosa, removemos o novo conteúdo enviado para o canal de Donald Trump no YouTube e emitimos um aviso ao canal por violar nossas políticas de incitamento à violência. O canal não será capaz de enviar novos vídeos ou fazer transmissões ao vivo por pelo menos 7 dias, potencialmente extensíveis. O YouTube também desativou permanentemente os comentários dos vídeos", informou um porta-voz do Google, que chefia o YouTube.

A medida do YouTube chega alguns dias depois da invasão do Capitólio, que foi estimulada por Trump no dia 6 de janeiro e que resultou, além dos atos de vandalismo, em cinco pessoas mortas.

Além do YouTube, o Twitter baniu o perfil do magnata de forma permanente. Já o Facebook e o Instagram suspenderam as contas do presidente até o dia da posse do democrata Joe Biden, agendada para 20 de janeiro. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA