Homens-bomba matam ao menos 28 em Bagdá, no Iraque

Os ataques aconteceram em uma movimentada região da capital

Quase 80 pessoas ficaram feridas por conta dos ataques
Quase 80 pessoas ficaram feridas por conta dos ataques (foto: EPA)
10:35, 21 JanBEIRUTE ZRS

(ANSA) - Ao menos 28 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em Bagdá, no Iraque, após um duplo ataque suicida nesta quinta-feira (21).

Segundo informações do Exército iraquiano, os dois homens-bomba atacaram a região da praça Tayaran, sendo que um dos alvos foi um movimentado mercado de roupas usadas.

A capital do Iraque não registrava um ataque suicida desde junho de 2019. Até o momento, o atentado não foi reivindicado.

Diversas fontes médicas e militares citadas pelos jornais iraquianos dizem que a quantidade de mortos e de feridos pode aumentar.

Papa

O papa Francisco afirmou nesta quinta-feira (21) estar "profundamente entristecido" com o duplo ataque suicida em Bagdá.

O líder da Igreja Católica enviou uma carta ao presidente do Iraque, Barham Salih, através do secretário de Estado do Vaticano, Pietro Parolin.

"Deplorando este ato insensato de brutalidade, ele reza pelas vítimas mortas e suas famílias, pelos feridos e pelas pessoas envolvidas no resgate. Confiando em que todos continuarão a trabalhar para superar a violência com fraternidade, solidariedade e paz", diz o telegrama.(ANSA).

   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA