Obama se reúne com papa Francisco no Vaticano

Chegada do presidente ao encontro foi marcada por protestos

Barack Obama se reúne com papa Francisco (foto: ANSA)
11:56, 27 MarCIDADE DO VATICANO ZBF

(ANSA) - "Obrigado, obrigado" foram as primeiras palavras do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao papa Francisco, com quem se reúne na manhã desta quinta-feira (27) no Vaticano.
Pouco antes de iniciar o encontro, Jorge Margio Bergoglio se dirigiu a Obama, em inglês, dizendo: "Bem-vindo, senhor presidente".
Ao ingressar no Vaticano, o mandatário norte-americano foi recebido pelo monsenhor Georg Gaenswein.
O encontro do Papa com Obama, durou cinquenta minutos, com a presença de interpretes.
No final do encontro, Francisco se despediu do presidente norte-americano com um forte aperto de mão no hall da biblioteca pontifícia.
Por sua vez, o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, disse ao Papa, ao cumprimentá-lo, que é "seu grande admirador".
"É um prazer encontrá-lo, sou um seu grande admirador, inclusive como católico", disse Kerry.
A chegada de Obama também foi marcada por alguns protestos realizados na Via della Conciliazione. As manifestações, porém, não geraram caos e não repercutiram na visita do mandatário.
Um cidadão italiano foi preso pela política durante um dos protestos, o qual pedia a libertação do ativista Leonard Peltier, o qual foi condenado à prisão perpétua pelo homicídio de dois agentes do FBI. Ele cumpre pena desde 1977.
Outra pequena manifestação, a qual reuniu ambientalistas, pedia que Obama tomasse partido contra a construção do oleoduto de Keystone, entre Canadá e Miami.
Depois da reunião com o papa Francisco, Obama será recebido no Palácio do Quirinale pelo presidente italiano, Giorgio Napolitano. Em seguida, irá para a Villa Madama se encontrar com o primeiro-ministro Matteo Renzi. Por volta das 17h locais, o norte-americano também fará uma visita guiada ao Coliseu, momento histórico e cultural de Roma. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA