Papa critica insultos e diz que 'palavras matam'

Francisco discursou na oração do Ângelus, neste domingo

Papa Francisco na Praça São Pedro, no Vaticano
Papa Francisco na Praça São Pedro, no Vaticano (foto: ANSA)
15:57, 07 SetCIDADE DO VATICANO ZBF

(ANSA) - O papa Francisco afirmou que "as palavras matam" e recomendou que as pessoas não insultem uma as outras. "Vocês sabem que as palavras matam. É ruim insultar, um cristão não insulta", advertiu Jorge Mario Bergoglio, ao celebrar a tradicional oração do Ângelus, neste domingo (7), na Praça São Pedro, no Vaticano. No mesmo discurso, Francisco fez um novo apelo de paz para a Ucrânia, que enfrenta confrontos com separatistas pró-russos. O Papa pediu que os envolvidos na crise política empenhem mais esforços para alcançar uma paz duradoura. Ele também voltou a se referir à situação dos cristãos e curdos no Iraque, que têm sido perseguidos por extremistas do grupo Estado Islâmico (EI, ex-Isis). Elogiando o trabalho humanitário da Cruz Vermelha italiana na região, Francisco disse que reza pelas pessoas que "buscam ajudar nossos irmãos perseguidos e oprimidos". http://www.papafrancesconewsapp.com/por/ (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA