No Twitter, Papa defende fim de 'muros que dividem o mundo'

Francisco já disse que levantar barreiras não é ser cristão

Papa Francisco reza em muro que separa Israel da Cisjordânia, em 2014
Papa Francisco reza em muro que separa Israel da Cisjordânia, em 2014 (foto: EPA)
21:04, 09 NovSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O papa Francisco publicou nesta quinta-feira (9) uma mensagem em suas contas no Twitter pedindo a derrubada de "todos os muros que ainda dividem o mundo".

Defensor da integração e do acolhimento, o líder da igreja católica já fez diversos apelos contra barreiras levantadas para separar povos ou países, inclusive durante uma visita ao México, quando protagonizou uma polêmica com o então candidato a presidente dos Estados Unidos Donald Trump.

"Difunda-se sempre mais uma cultura do encontro capaz de derrubar todos os muros que ainda dividem o mundo!", escreveu o Pontífice nesta quinta, aniversário da queda do Muro de Berlim.

Em fevereiro de 2016, em sua viagem de retorno do México, Francisco dissera que "uma pessoa que pensa em construir um muro, qualquer que seja, não é cristã". A frase foi interpretada como uma crítica a Trump, que pretende levantar uma barreira na fronteira com o país latino. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA