Paulo VI e Óscar Romero serão canonizados em 14 de outubro

Data foi decidida em consistório realizado neste sábado

Celebração relembra assassinato de Óscar Arnulfo Romero, em San Salvador (foto: ANSA)
07:42, 19 MaiCIDADE DO VATICANO ZLR

(ANSA) - O papa Francisco anunciou neste sábado (19) que Paulo VI e o monsenhor salvadorenho Óscar Arnulfo Romero serão canonizados no próximo dia 14 de outubro, durante o Sínodo dos Bispos dedicado aos jovens.

A data foi decidida durante um consistório público para causas de canonização realizado no Vaticano. Além de Romero e Paulo VI, Francisco proclamará santos em 14 de outubro outros quatro beatos: os italianos Francesco Spinelli e Vincenzo Romano, a alemã Maria Catarina Kasper e a espanhola Nazaria di Santa Teresa di Gesù.

A cerimônia de canonização acontecerá no Vaticano, apesar dos apelos dos bispos de El Salvador para que Romero fosse proclamado santo pelo Papa em uma celebração no país latino-americano.

Os santos

O papa Paulo VI, nascido Giovanni Battista Montini, governou a Igreja Católica entre 1963 e 1978. O milagre que abriu as portas para sua canonização teria ocorrido em dezembro de 2014, no nascimento de Amanda, menina italiana que veio ao mundo após apenas 26 semanas de gravidez, algo em torno de seis meses e meio.

Segundo a Igreja, a placenta da mãe se rompeu com 13 semanas de gestação, e os médicos a aconselharam a interromper a gravidez, que poderia provocar danos à sua própria saúde. No entanto, ela, originária da província de Verona, ouviu a sugestão de uma amiga e rezou no Santuário das Graças de Brescia, lugar de devoção a Montini. A menina nasceu saudável.

Óscar Romero será santificado como mártir. Ex-arcebispo de San Salvador, ele pregava a não-violência e condenava violações dos direitos humanos por parte do regime militar que governara El Salvador até 1979. Em 1980, foi assassinado por esquadrões da morte durante uma missa na capital. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA