Papa Francisco lança nova função em app de oração para JMJ

Plataforma está traduzida em 6 idiomas, incluindo o português

Papa Francisco lança nova função em app de oração para JMJ (foto: ANSA)
14:48, 20 JanCIDADE DO VATICANO ZCC

(ANSA) - Com um iPad na mão, o papa Francisco lançou oficialmente, neste domingo (20), durante a audiência no Vaticano, uma nova função do aplicativo para smartphones "Click to Pray", que ajuda os fiéis a rezarem e trocarem apoio espiritual umas com as outras, segundo as intenções de oração do Pontífice.
    Em virtude da JMJ, o aplicativo terá uma seção multimídia especial para oração e meditação do Rosário.
    "Aqui vou inserir as intenções e pedidos de oração para a missão da Igreja", disse Francisco, junto com o padre Frederico Fornos, diretor internacional do Apostolado da Oração, ao iniciar o aplicativo ao vivo. O objetivo do app é atingir os jovens para fornecer a eles um instrumento adequado e tecnológico para acessarem uma grande comunidade de oração. "Convido especialmente os jovens a baixarem o aplicativo Click To Pray, para continuar a orar comigo o Rosário pela paz, principalmente durante a Jornada Mundial da Juventude no Panamá", acrescentou Jorge Bergoglio.
    A plataforma digital já possui mais de 900 mil usuários e está traduzida nas línguas portuguesa, italiana, alemã, inglesa, espanhola e francesa.
    O aplicativo conta com três seções principais: "Ore com o Papa", que conta com as intenções mensais de Francisco para os desafios da humanidade e a missão da Igreja; "Ore todos os dias", para facilitas a oração três vezes por dia; "Ore na Rede", que é um espaço onde os usuários, incluindo o Pontífice, podem compartilhar suas orações e orar uns pelos outros.
    O perfil pessoal do argentino pode ser encontrado ao clicar na opção "Papa Francisco" na seção "Ore na Rede".
    Antecipando o conteúdo da mensagem para a celebração do Dia das Comunicações Sociais, o líder da Igreja Católica também ressaltou a importância da internet para compartilhar valores entre as pessoas. "A internet e redes sociais são recursos de nosso tempo, uma oportunidade para estar em contato com os outros, para compartilhar valores e projetos, e para expressar o desejo de fazer as comunidades. A rede também pode nos ajudar a fazer comunidade, a rezar juntos", finalizou. Para o padre Fornos, no entanto, o uso da plataforma não substituirá a prática tradicional da fé, mas sim irá incentivá-la. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA