Papa cogita visitar Sudão do Sul ainda neste ano

Francisco contou que pode incluir país no giro de setembro

Papa cogita visitar Sudão do Sul ainda neste ano
Papa cogita visitar Sudão do Sul ainda neste ano (foto: ANSA)
14:16, 10 MaiCIDADE DO VATICANO ZBF

(ANSA) - O papa Francisco contou nesta sexta-feira (10) que pode incluir o Sudão do Sul na viagem que fará em setembro deste ano, passando por Moçambique, Madagascar e Ilhas Maurício.
    "Eu deveria ter ido no ano passado ao Sudão do Sul, com o arcebispo de Cantuária, mas não foi possível. Prometemos de ir juntos, não? O arcebispo anglicano e eu. Talvez neste ano.
    Talvez, não é uma promessa, eu vá a Moçambique, Madagascar e Ilhas Maurício, e talvez tenha tempo de passar lá [no Sudão do Sul]", disse Francisco, respondendo a uma pergunta de uma freira da União Internacional das Superioras Gerais (UISG). "Quando digo tempo, não é do relógio, mas tempo maduro de chegar ali. Eu quero ir. Levo o Sudão do Sul no meu coração", acrescentou.
    Francisco se reuniu nesta manhã, no Vaticano, com membros da UISG, entidade que agrupa 1,9 mil congregações e representa 450 mil religiosas. No encontro, ele também falou sobre a posição das freiras na Igreja Católica e criticou os abusos sexuais, além do fato de muitas desempenharem papel de "dona de casa" ou "escrava".
    "O abuso contra religiosas é um problema sério, um problema grave. Tenho consciência que, mesmo aqui em Roma, dos problemas, das informações que chegam. E não somente de abusos sexuais, mas também de poderes. Devemos lutar contra isso", disse Francisco, de improviso.
    "Serviço, sim. Servidão, não. Você não se torna religiosa para se tornar uma doméstica do clero. Devemos nos ajudar mutuamente, dizendo sempre não a servidão", destacou. "Se alguém quiser fazer trabalhos domésticos, podem fazer como as freiras que são enfermeiras e domésticas para cuidar dos enfermos. Aí, sim, porque é um serviço, não uma servidão", alegou Francisco, reforçando que as freiras podem, e devem, atuar em áreas administrativas, dentro do clero e na nunciatura.
    (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en