'Um gay pode ser bom padre', diz cardeal próximo ao Papa

Angelo Becciu comanda Congregação para as Causas dos Santos

Angelo Becciu se tornou cardeal em 28 de junho de 2018
Angelo Becciu se tornou cardeal em 28 de junho de 2018 (foto: ANSA)
15:23, 09 JunROMA ZLR

(ANSA) - Um representante do alto escalão do Vaticano disse neste domingo (9) que um homem gay pode ser um "bom padre".

A declaração, dada durante um evento promovido pelo jornal italiano La Repubblica em Bolonha, vai ao encontro do anseio por abertura aos homossexuais promovido pelo papa Francisco.

"Ser gay não é um pecado. Porém muito mais que uma aprovação do mundo gay, se trata de respeito. É possível ser gay e viver como um bom sacerdote. O importante é respeitar o voto de castidade, porque essa é a verdadeira escolha", disse o cardeal italiano Angelo Becciu, prefeito da Congregação para as Causas dos Santos.

Becciu é um dos colaboradores mais próximos do Papa e, em 2016, criticou publicamente uma rádio católica que dissera que a série de terremotos no centro da Itália era um "castigo divino" pelo fato de o país ter legalizado a união civil entre pessoas do mesmo sexo.

Embora defenda o dogma do casamento entre homem e mulher, Francisco prega a abertura a homossexuais e divorciados e sua integração à vida da Igreja, o que já lhe rendeu acusações de heresia por parte de ultraconservadores. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA