Papa nomeia bispo para diocese nos EUA após caso de abuso

Mark E. Brennan ocupará cargo de Michael Bransfield na Virgínia

Papa nomeia bispo para diocese nos EUA após caso de abuso (foto: ANSA)
19:58, 23 JulCIDADE DO VATICANO ZCC

(ANSA) - O papa Francisco nomeou nesta terça-feira (23) o religioso norte-americano Mark E. Brennan como o novo bispo da diocese de Wheeling-Charleston, na Virgínia Ocidental, Estados Unidos.

Brennan ocupará o posto vago desde a renúncia do ex-bispo Michael Bransfield, acusado de abuso sexual e corrupção econômica, que foi acatada pelo Pontífice em 13 de setembro de 2018.

Bransfield é acusado de ter assediado sexualmente e coagido seminaristas, padres e outros adultos enquanto ele era bispo de Wheeling-Charleston. Ele ainda é acusado de ter dado grandes quantias de dinheiro e presentes a altos líderes da Igreja, usando fundos da diocese.

No último domingo (21), o Vaticano proibiu o bispo norte-americano de participar de toda liturgia pública, segundo informou o portal Vatican News. O monsenhor também não poderá mais morar em seu antiga diocese, nem acompanhar celebrações, independentemente do local. Além disso, precisará pedir desculpas publicamente.

A decisão demonstra que "o Papa Francisco continua com sua linha de firmeza com o episcopado americano", relatou o portal da Santa Sé, citando uma nota da Nunciatura Apostólica dos Estados Unidos.

Nos últimos anos, a Igreja Católica enfrentou escândalos de pedofilia e abuso sexual em vários países, como o Chile e a Austrália, onde religiosos de alto escalão chegaram até a ser condenados.

Francisco, por sua vez, prometeu reforçar as leis, criar novas diretrizes dentro da cúria e fazer com que nenhuma denúncia seja ignorada. Inclusive, um decreto foi aprovado para tornar obrigatório o clero denunciar suspeitas de agressões, dois meses depois de uma cúpula sobre abuso sexual, a qual reuniu os chefes das conferências episcopais do mundo inteiro no Vaticano.

Abalada pelos casos, a igreja dos EUA também anunciou novas medidas para reforçar seu sistema de alerta sobre os abusos.

A Diocese de Wheeling-Charleston recebe cerca de 75 mil católicos e conta com 95 paróquias e 34 pequenas missões e capelas em todo o Estado da Virgínia Ocidental.

O novo bispo nasceu em 6 de fevereiro de 1947 em Boston. Ele recebeu a ordenação sacerdotal em 15 de maio de 1976 e ficou encarregado da Arquidiocese de Washington, onde serviu como vigário paroquial de Nossa Senhora da Misericórdia em Potomac (1976-1981), São Pio X em Bowie (1981-1985) e São Bartolomeu em Bethesda (1986-1988). (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA