Celebrações da Páscoa no Vaticano serão feitas em basílica

Coronavírus fará com que missas não tenham a presença de fiéis

Celebrações de Páscoa seguirão as medidas de segurança já adotadas pelo Vaticano e serão realizadas sem a presença de fiéis
Celebrações de Páscoa seguirão as medidas de segurança já adotadas pelo Vaticano e serão realizadas sem a presença de fiéis (foto: EPA)
09:47, 27 MarCIDADE DO VATICANO ZGT

(ANSA) - O Vaticano divulgou nesta sexta-feira (27) a agenda de celebrações da Páscoa que serão realizadas pelo papa Francisco, com uma série de restrições e mudanças por conta do avanço no novo coronavírus (Sars-CoV-2).

As maiores alterações serão a ausência dos fiéis em todas as celebrações, a não realização da missa do Crisma (que fazia a benção dos óleos sagrados usados nas missas ao longo do ano) e a alteração do roteiro da Via Crucis, que neste ano será realizada na Basílica de São Pedro ao invés do Coliseu.

"Após a situação extraordinária que surgiu, com a difusão da pandemia da Covid-19, e levando em consideração as disposições fornecidas pela Congregação do Culto Divino e da Disciplina dos Sacramentos, com o Decreto datado em 25 de março de 2020, se fez necessário uma atualização em relação às próximas celebrações litúrgicas celebradas pelo Santo Padre Francisco: seja em relação à ordem do calendário, seja na modalidade de participação", comunicou o Vaticano.

A nota ainda confirma que o Pontífice "celebrará os ritos da Semana Santa no Altar da Cátedra, na Basílica de São Pedro, segundo o novo calendário e sem a presença do público".

Veja como ficaram, então, as celebrações de Páscoa:

- 5 de abril, às 11h (7h no horário de Brasília): Será realizada a missa do Domingo de Ramos.

- 9 de abril, às 18h (14h no horário de Brasília): Na Quinta-Feira Santa, será celebrada uma missa da Última Ceia do Senhor, com o Lava Pés. Normalmente, o papa Francisco realizava a celebração fora do Vaticano, em um presídio ou em um centro de acolhimento de imigrantes, o que não ocorre neste ano. Já a Missa da Crisma, que era realizada no mesmo dia, será feita após o fim da pandemia.

- 10 de abril, às 18h (14h no horário de Brasília): Na Sexta-Feira Santa, será realizada a Paixão do Senhor; Já às 21h (17h no horário de Brasília), o Pontífice presidirá a Via Crucis na Basílica de São Pedro.

- 11 de abril, às 21h (17h no horário de Brasília): No sábado, será realizada a missa da Vigília Pascal.

- 12 de abril, às 11h (7h no horário de Brasília): No domingo, será celebrada a missa da Páscoa, seguida pela Benção Urbi et Orbi. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA